quinta-feira, 31 de março de 2011

Clima tenso no Centro de São Paulo

Foto: Marcos Santos
Comerciantes chineses e coreanos aguardam pacificamente a interdição de suas lojas.

Foto: Marcos Santos
Pedestres observam a ação da Prefeitura interditando o Shopping 25 de Março
Operação na região central fecha o Shopping 25 de Março e apreende 10 milhões de produtos irregulares

O clima ficou tenso na Rua 25 de março nesta quinta (31), região central de São Paulo e, de acordo com informações da Prefeitura, a ação começou no dia 17/03, e resultou em cerca de dez milhões de produtos ilegais apreendidos, no valor estimado de R$ 400 milhões. Além disso, o Shopping 25 de Março, principal alvo da operação, foi interditado pelo CONTRU por irregularidades e falta de segurança. O local teve todos os tipos de produtos apreendidos, principalmente relógios, óculos, bolsas, roupas, tênis, e equipamentos eletrônicos, entre outros itens. Documentos, cheques, dinheiro em espécie, somando o valor de R$ 336.781,00, também foram apreendidos e encaminhados para o DEIC - Polícia Civil. Máquinas de cartões de crédito igualmente apreendidas serão analisadas pela Receita Estadual. Quarenta e dois lojistas apresentaram documentação e CNPJ e estão com seus estabelecimentos/boxes preservados para análise da Receita Federal e do DEIC. Durante a operação foram encontradas paredes e fundos falsos – teto ou parede móvel - em pelo menos 50% das lojas vistoriadas. Neles haviam mercadorias ilegais, falsificadas e contrabandeadas, estocadas.


Mais de 600 pessoas, entre proprietários, funcionários, seguranças e compradores foram identificados ou qualificadas pelos agentes e serão averiguados em inquéritos coordenados pela Polícia Civil –DEIC-Departamento de Investigação Criminal. Mais de 300 estrangeiros já foram averiguados pela Polícia Federal; 120 deles foram diretamente encaminhados para a sede da Polícia Federal por irregularidade ou ausência de documentos, com 52 já deportados do país. Uma pessoa foi presa pelo DEIC, pois era foragida. Outro foragido foi apresentado à justiça e outras duas pessoas foram presas por desvio de mercadorias. Nossa reportagem tentou ouvir os lojistas que, desolados, assistiam a ação da Prefeitura na construção de pequenos muros de blocos de cimento, nas entradas do shopping, porém, ninguém quis falar sobre o caso alegando não dominar o idioma brasileiro. Leia a reportagem completa no site: 

                                                            http://www.prefeitura.sp.gov.br/

Foto: Marcos Santos
Fiscais da Prefeitura garantem a organização da operação em parceria com a Guarda Civil Metropolitana.



 




Volta ao início